CELEBRIDADES NOVIDADES

Xenofobia: Nini Satar diz que o governo devia parar de fornecer energia a África de Sul

A onda de xenofobia que vem assolando a vizinha África de Sul continua a preocupar muita gente. Nos últimos dias várias figuras públicas, desde celebridades, políticos e até terroristas mostraram o seu desagrado com a onda de violência xenófoba que assola a terra do Rand.

O empresário moçambicano, Nini Satar, não ficou indiferente, o mesmo disse estar chocado com as imagens que vem sendo divulgadas de pessoas sendo violentadas cobardemente na República Sul Africana.

Nini Satar

Nini disse que a marcha que foi preparada para hoje na cidade de Maputo é uma perca de tempo, por que segundo o empresário moçambicano, hoje, Sábado, ninguém trabalha na embaixada Sul África (o destino dos manifestantes) e nenhum deles iria ouvir ou ver a nossa insatisfação.

A minha opinião sobre xenofobia

Este assunto está preocupar a todos nos moçambicanos injustiça que está a cometer se na África do Sul é repugnante.

A primeira vez que houve a xenofobia conseguiu se resolver, mas desta vez esta parecer pior.


Tenho acompanhado notícias fotos, e vejo irmãos moçambicanos a serem massacrados e nem as crianças deixam.

Eu acho que a marcha de amanhã dia 18 será uma perca de tempo.

Primeiro porque é um sábado e a embaixada sul africana estará fechada.
Porque fazer a concentração lá se não vai lá estar nenhum trabalhador sul africano?
disse Nini Satar.

seria melhor fazer uma marcha até a presidência da República, com o intuito de forçar o nosso governo a tomar medidas drástica.

O que eu acho é que devia se fazer uma marcha para a presidência da república com sentido de pressionar o presidente a tomar medidas drásticas como:

Cortar o fornecimento de energia da cahora bassa para a África do sul.

Impedir empresas sul africanas de exercerem suas funções em Moçambique por uma semana.

Parar as importações dos produtos sul africanos até que a xenofobia chegue ao fim.

Vamos todos nos unir e tentar ajudar nossos irmãos moçambicanos que estão a sofrer, acrescentou Nini Satar.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.