POLÍTICA

Governo procura 297 milhões para reconstruir o que se destruiu nas cheias

O Governo de Moçambique está a mobilizar 297 milhões de dólares para atender à reconstrução das infraestruturas destruídas pelas enxurradas que afetaram o país no início do ano. As províncias que mais sofreram com as enchentes, foram as da zonas centro e norte do país.

0,,17933584_303,00

Com vista a viabilizar a reconstrução, segundo a Vice-Ministra da sessão de ontem, Ana Gomoane, os recursos estão a ser mobilizados junto de parceiros de cooperação, dentre os quais o Banco Mundial.

Dos 297 milhões de dólares norte-americanos necessários para o efeito, o governo já garantiu 48,5 milhões.

Segundo avançou o portal “NOTÍCIA” o orçamento global, os 30 milhões destinados à reabilitação das linhas-férreas deverão ser assegurados por INVESTIMENTO privado, enquanto 7.5 milhões pelo Orçamento do Estado.

A mesma fonte garantiu que ontem o Conselho de Ministros apreciou a informação sobre a violência xenófoba na África do Sul, da qual há registo de pelo menos 200 moçambicanos afectados e que estão nos centros de acomodação temporários criados na região de Durban, 100 já manifestaram a intenção de regressar.

A Embaixada de Moçambique na RAS está a procurar operacionalizar o processo de regresso dos que assim desejam, cujo processo deverá acontecer a qualquer momento. O Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Balói, deu conta que na região de Durban existem pelo menos 22 mil moçambicanos, dos quais 6600 estão registados.

Refira-se que os executivos da província da Zambézia garantiram na semana finda que precisavam de 400 milhões de dólares para reconstruir toda as infraestruturas destruídas pelas enxurradas.

 

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.